segunda-feira, março 05, 2007

Cinzentas e tristes ruínas



Como dito por um dos nossos visitantes, "cinzentas e tristes ruinas" é o estado em que se encontram uns antigos armazéns junto à Estação da CP. Seria importante alguém intervir, em relação a este assunto visto trazer um aspecto degradante, uma má imagem para quem passa pela nossa Aldeia.

Será que são propriedade da CP?, será de algum particular? ou simplesmente não serão de ninguem?...mas que são um "problema" a resolver, isso são.

Esperemos que seja algo a resolver brevemente, até porque se encontram junto a um dos pontos de paragem ("Restaurante Bar Central Estação" ) de quem por ali passa e digamos que não ajuda nada no "cartão de visita".


15 comentários:

Anónimo disse...

Com pior aspecto, só mesmo algumas cidades do Iraque ou do Líbano, parece mentira que Santa Eulália que nos últimos anos tem conhecido algum progresso e também melhorado o seu aspecto, tenha um cartão de visita como este numa das principais entradas.
Com um aspecto destes até o restaurante existente na zona acaba por perder clientes.
Julgo estar na altura das entidades responsáveis intervirem, porque não criar nestas ruínas um museu dedicado ao trigo ou á antiga EPAC, ao menos existiria um museu fora da cidade de Elvas, e Santa Eulália tem um passado notável nesta área fica a sugestão, podem aproveitar os ensinamentos deixados pelo grande agricultor e escritor José da Silva Picão, nessa grandiosa obra que é o livro “Através dos Campos”.
Espaço desaproveitado não falta.
Um abraço de Portalegre, já agora se não conhecem essa grande obra da etnografia Alentejana, que é o livro “Através dos Campos”, não deixem de ler, julgo que a última edição publicada pela Dom Quixote ainda não esgotou, o que de melhor se escreveu sobre a lavoura Alentejana.

Feiticeira disse...

Se vierem a Chelas o aspectop ainda é mais deprimente. Por isso n vejo kual é o vosso problema. Ker dizer, moram na provincia, fazem compras em Espanha k é mais barato, vão lá meter gasolina kuase a metade do preço. O k é k kerem mais?????

Anónimo disse...

Estimada feiticeira, se estás mal em Chelas porque não vens para a província, já que julgas que as coisas por cá são todas tão fáceis e baratas.
Mas voltando ao tema do blog, estas ruínas são uma vergonha na entrada da Aldeia, como cartão postal de "boas vindas" deixa muito a desejar, esta nossa terrinha de casas limpas e branquinhas merece mais e melhor.
Gostei da ideia do museu, e pelos vistos espaço não falta.

Anónimo disse...

Parabéns à editora deste blog
pelos trabalhos apresentados

O nosso mundo, o nosso país, a nossa cidade ou a nossa Aldeia só será um lugar + bonito pra vivermos quando nos convencermos que temos de ser todos a fazer algo para isso.

Vamos criar blog´s sites ou qualquer outra coisa, pra dizer bem alto aos políticos deste país que têm de trabalhar. Não basta protagonismo. Têm que ler, ver e ouvir o que o povo lhes tem pra dizer. Força..não te deixes amedrontar, tás no caminho certo

Anónimo disse...

este e o resultado de muitas das coisas que sao doadas a fundaçao meus senhores nao e so na igreja que se tem de dar a missa ca fora tambem tem trabalho para fazer meus srs bispos padres etc vejam la se lhes sobra algumas migalhas para poderem dar un geito nisto

Anónimo disse...

Sim eu também acho que a entrada da nossa terra quando se vem de Portalegre parece mais uma chegada a uma terrinha do Iraque penso que a Fundação tem culpa mas mais têm os políticos que estam à frente da nossa Junta não fazerem nada, foi para isso que o povinho os elegeu. Deixem-se de ser vaidosos por estarem num lugar político e trabalhem em prol da nossa terra, são para isso que são pagos e ainda por cima com os nossos impostos. Maria da Conceição

Anónimo disse...

Pensei seriamente se deveria ou não responder à D. Maria da Conceição, já que sendo habitual frequentador deste blog, tenho verificado que a senhora detesta o presidente da junta pelos comentários que faz. No entanto decidi responder pois quem não se sente não é filho de boa gente, e como presidente da junta tenho o prazer de convidar a D. Maria da Conceição a candidatar-se nas próximas eleições e submeter-se à vontade do povo. Quanto aos ataques pessoais deixe-me dizer-lhe minha querida que nada daquilo que a senhora possa dizer me irá desviar dos meus objectivos e das minhas convicções, aliás tem precisamente o efeito contrário. Para terminar deixo-lho as seguintes notas:
1 - Caso me queira dar as nalgadas que a senhora diz que ainda tenho idade para levar, basta dirigir-se à junta de freguesia e agendar comigo uma data para o acto;
2 - Em vez de perder tempo em ataques pessoais a quem quer que seja, se de facto tem zelo pelas coisas da nossa aldeia, siga o exemplo da autora deste blog a Renata Germana, a quem eu aproveito para deixar aqui registado o meu incondicional apoio, e agradecimento pelo seu desempenho, pois é uma pessoa idonea e isenta de qualquer partido politico, defende simplesmente o melhor para a sua Aldeia.
Sempre a Vossa Disposição
Cláudio Carapuça

Anónimo disse...

Poderão certamente fazer algo pelo que vos pertence, por uma entrada para a Aldeia que como todos podemos observar deixa muito a desejar...

Anónimo disse...

Como alguém refere neste blog, será que este património abandonado pertence á “Fundação António Gonçalves de Elvas”, se é pertença dessa Fundação não ficamos nada admirados, visto a mesma ser proprietária do Monte de Vale Monteiro, nas proximidades da localidade de Mosteiros, monte este outrora de grande beleza, uma verdadeira fortaleza, situada nas encostas da Serra de S. Mamede.
Infelizmente essa maravilha está hoje na mais completa e vergonhosa ruína, assim se vê como as Fundações acabam por gerir as doações que recebem de mão beijada e honram a memória dos seus doadores.
Se as irmãs Gonçalves pudessem voltar e ver o estado de abandono e ruína das suas antigas propriedades, voltariam a morrer de desgosto.
Quanto a esses casarões á entrada de Santa Eulália são uma verdadeira nódoa para a nossa terra no estado de ruína e abandono em que se encontram á vários anos.
Está na altura de encontrar uma solução para essa vergonha.

Anónimo disse...

Entro na aldeia vindo de Elvas encontro um olival com o muro todo partido e com uma entrada que é uma vergonha. Saio da aldeia em direcção a Portalegre encontro à esquerda um parque de máquinas, ferro velho, lenha e merdas. aNDO MAIS UNS PAÇOS E ENCONTRO UNS BARRACÕES EM ESTADO MISERÁVEL SERÁ QUE SÃO ESTES OS CARTÕES DE VISITA DA NOSSA ALDEIA? e NAS OUTRAS SAÍDAS E ENTRADAS O MESMO OU PARECECIDO SE PASSA. o cLAUDINHO ANDA A DORMIR, FESTAS É COM ELE E O RESTO É CONVERSA.lUÍS

Anónimo disse...

Estes barracões não pertencem à Junta de Freguesia mas sim à Fundação António Gonçalves.

Anónimo disse...

em resposta ao ultimo comment: conhece o termo expropriação???

Anónimo disse...

Bom de facto pouco ou nada mudou em relação ao que se escreve, motivo que desde algum tempo a esta parte tinha prometido a mim mesmo não voltar visitar o sait da minha aldeia que tanto admiro, pelas barbaridades de alguns cobardes sem rosto que nada fazem e só sabem fazer criticas destrutivas, mas eu entendo esse tipo de cobardia, dor de corno ou inveja só pode.

Não vivo em Santa Eulália á 20 anos e sinto-me triste ao vir aqui e ver tanta cobardia dos críticos sem rosto apetece-me dizer (porque não te calas tu ó cobarde) e passas a fazer as criticas construtivas pondo o dedo na ferida ajudando na dificuldade da resolução das mesmas, não tenhas medo que o Presidente da Junta é suficientemente educado e inteligente, portanto não te vai bater nem comer...
Gládio tu sabes que eu sou sei k para ti estou identificado sei que fazes pela nossa aldeia tudo quanto estiver ao teu alcance como o meu amigo teu pai sempre o fez.
Dou os parabéns aos críticos com rosto porque esses sim te vão ajudar e alertar para as necessidades da terra.

E agora para o Admine do Blog..

primeiro que tudo os meus parabens pelo trabalho...

A Renata não vai impedir este meu comentário agradecia-lhe, no entanto apenas um concelho não publique foturamente criticas sem rosto.

(AJ)

Anónimo disse...

Por uma questão de coerencia o amigo que fez o comentario anterior deveria assinar com um nome identificavel e não (AJ),escrever (AJ) ou anonimo é exatamente a mesma coisa.
Concordo consigo quanto á questão dos anónimos,falar do que está mal em Santa Eulalia e depois não assumir o comentário alem de ser feio cheira a cobardia.
Um abraço.
Antonio Morganho

Anónimo disse...

Estive com atenção a ler este blogue e ficou-me uma questão no ar... já embelezaram a aldeia ou ainda andam a "discutir" uns com os outros? Parece-me que têm um espaço bastante agradável com muito património que pode ser restaurado e transformado, como li algures até em Museus. Que tal manifestarem-se em frente à camara municipal de Elvas caso a junta de freguesia por si só não tenha meios suficientes para embelezar a vossa aldeia?
É só uma sugestão de quem ama o Alentejo... Parabéns à admin do blogue porque de facto este é um meio cada vez mais influente na nossa sociedade e através dele defende a sua aldeia e alerta para o que está mal ao redor de todos vós. Muito interessante, gostei bastante, quem sabe um dia visite Santa Eulália e me apaixone também!

Cumprimentos a todos!
Tiago